Tags

,

O PAN (Partido Ação Nacional), que completará ao fim do mandato de Felipe Calderón 12 anos no poder no México, definiu seu candidato à Presidência para as eleições de julho. Será Josefina Vázquez Mota, que obteve 54% dos votos na disputa interna no seu partido e superou Ernesto Cordero, que era considerado o favorito de Calderón, e Santiago Creel.

Josefina foi líder da bancada governista na Câmara dos Deputados, secretária de Educação Pública na gestão de Calderón e secretária de Desenvolvimento Social no governo anterior, de Vicente Fox.

Com a escolha da candidata do PAN, os concorrentes dos três principais partidos mexicanos estão definidos. Além de Josefina, Andrés Manuel López Obrador e Enrique Peña Nieto, que lidera as pesquisas, concorrerão, respectivamente, pelo PRD (Partido da Revolução Democrática) e pelo PRI (Partido Revolucionário Institucional).

Na Venezuela, que também realizará eleições presidenciais neste ano na América Latina, o candidato das principais forças de oposição será definido neste domingo, dia 12, em primárias entre cinco concorrentes. O favorito a enfrentar o atual presidente, Hugo Chávez, nas eleições de outubro é o governador Henrique Capriles Radonski, do partido conservador Primeiro Justiça.